sábado, 21 de abril de 2012

oicini

Dia quente, me derreto.
Me importo com nada pois nada importa.
Dia bonito, olho para o céu.
Céu azul; tranquilidade.

O ventilador me mantem viva, olho para ele e agradeço, ele merece. Uma nuvem cobre o sol e o quarto escurece.
Sinto dor de cabeça.
Queria um filme pra ver, ou algo pra comer, ou qualquer coisa que diminuísse o tédio. O sol invade o quarto de novo e junto com ele uma brisa quente. Os gatos parecem gostar, eu não. Queria poder parar o tempo e ficar aqui pra sempre. Queria não ter que sair e fazer todas aquelas coisas que gente grande tem que fazer.
As vezes eu queria ser gente pequena, poder ficar o dia inteiro olhando pela janela.
Ouço a cidade a todo vapor: Os carros na avenida, a obra na esquina, os tiros... Não ouço o povo.
Nosso povo não tem voz.

Ouço "How to disapear completly"e me sinto vazia.
Ouço "How to disapear completly" e não há nada dentro de mim. Nenhum desejo oprimido, nenhuma ilusão mal arquitetada.
Ouço "How to disapear completly" e então eu sou apenas uma pessoa olhando o céu e apreciando as verdades que enxergo nele.

Me perdi mas não importa.

Eu sou só uma pessoa num quarto e pronto.

mif

Nenhum comentário:

Postar um comentário